O presidente Luiz Inácio Lula da Silva adiou para 22 de agosto sua viagem à Bolívia, informou neste sábado seu colega boliviano, Evo Morales, destacando que o objetivo da visita é firmar um convênio de crédito rodoviário de 322 milhões de dólares.

"A chegada do presidente Lula estava prevista para o dia 9 de agosto, mas adiou porque 9 de agosto é o 'dia dos pais' no Brasil, e, seguramente, vai estar com sua família, mas nos disse que vai chegar em 22 de agosto", revelou Morales.

Os dois líderes devem se encontrar no povoado de Villa Tunari, no departamento central de Cochabamba, para firmar um convênio de crédito de 322 milhões de dólares para construir a estrada que ligará o centro boliviano à Amazônia.

A construção da estrada, de mais de 400 km, ficará a cargo da brasileira OAS.

jac/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.