Lugo traça acordos para assegurar governabilidade no Paraguai

Assunção, 18 ago (EFE).- O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, reuniu hoje sua equipe política para traçar planos que garantam sua governabilidade, em seu primeiro compromisso no Palácio de Governo desde que assumiu o cargo, na sexta-feira.

EFE |

Lugo já começou a dialogar com os vários setores, e o que ele procura "são as pautas a serem discutidas", disse à imprensa o secretário-geral da Presidência, Miguel López Perito.

Perito disse que a luta contra a pobreza, inclusive a geração de empregos, a melhora dos serviços básicos, a saúde e a educação "são questões prioritárias" nos projetos que Lugo apresentará ao Congresso.

O secretário-geral disse que Lugo assinou os 100 primeiros decretos nas últimas horas, que se referem às designações dos membros de seu Gabinete e funcionários do primeiro escalão, que assumiram hoje suas respectivas áreas.

Lugo terá que negociar com vários setores políticos porque o Partido Colorado ficou com a maioria do Congresso, que iniciou a legislatura em 1º de julho, apesar de perder 61 anos de hegemonia no poder nas eleições de 20 de abril.

A Aliança Patriótica para a Mudança (APC), plataforma de diversidade ideológica que elegeu Lugo, tem como base parlamentar o Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), o segundo do país.

O ministro da Fazenda paraguaio, Dionisio Borda, destacou que "este novo Governo assume para superar o mau desempenho das políticas públicas, corrigir as falhas do mercado e orientar suas estratégias em direção a três objetivos fundamentais".

O Governo de Lugo buscará "um crescimento econômico contínuo com mais emprego e melhor distribuição de renda, um Estado com maior institucionalidade e um Estado socialmente mais responsável para atender a extrema pobreza", anunciou Borda.

Segundo dados oficiais, 20% dos paraguaios vivem na miséria, e 35% estão na linha da pobreza. EFE lb/wr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG