ignorante - Mundo - iG" /

Lugo responde a diretor do Itamaraty que o chamou de ignorante

Assunção, 9 mai (EFE) - O presidente eleito do Paraguai, Fernando Lugo, disse hoje que aceita ser qualificado de ignorante por pedir maiores benefícios para seu país dos recursos energéticos da hidroelétrica de Itaipu.

EFE |

"Se é ser ignorante pedir justiça para o povo paraguaio, aceito essa ignorância", afirmou o ex-bispo, em alusão às declarações feitas na quinta-feira pelo diretor do Departamento da América do Sul do Ministério das Relações Exteriores, João Pereira Pinto, informou o jornal paraguaio "La Nación" em sua edição digital.

"Nós vamos exigir justiça, seja a quem for, a Estados Unidos, Brasil, Taiwan ou Venezuela, se alguma vez algum país cometeu um ato de injustiça com nosso país, defenderemos os interesses nacionais", assinalou Lugo.

Segundo o jornal, Pereira disse durante uma audiência no Congresso brasileiro que Lugo, que deve assumir o poder em substituição do presidente em fim de mandato, Nicanor Duarte, em 15 de agosto, tem "um profundo desconhecimento da questão de Itaipu".

Por sua parte, o jornal "Abc Color" reproduziu declarações de Pereira nas quais prevê que o ex-prelado ficará em posição incômoda por ter prometido a revisão dos termos do tratado da hidroelétrica.

O presidente eleito considera vital a renegociação do Tratado de Itaipu, assinado há mais de 35 anos, ao estimar que o Paraguai deve receber pelo menos seis vezes mais do preço atual da energia que lhe cede por não aproveitá-la. EFE rg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG