Lugo pede perdão pelos casos de paternidade e diz que não renunciará

Assunção, 24 abr (EFE).- O presidente do Paraguai, o ex-bispo Fernando Lugo, pediu hoje perdão pelo escândalo que enfrenta por causa dos pedidos de paternidade, assegurando que cumprirá com seu mandato que termina em agosto de 2013.

EFE |

"Eu, pessoa humana imperfeita, fruto de processos históricos, perfil da minha cultura, assumirei com todas as responsabilidades presentes e futuras aquelas situações que me concernem não só com a atitude de respeito à justiça e à verdade, mas com a multiplicação do afeto e da atenção", disse o chefe de Governo. EFE rg-ja/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG