Assunção, 26 jun (EFE).- O presidente eleito do Paraguai, Fernando Lugo, nomeou a ativista feminista e psicóloga Gloria Rubín para ficar à frente da Secretaria da Mulher, e o promotor José Luis Casaccia como futuro ministro do Meio Ambiente.

"É o trabalho que eu conheço, há muito tempo que o venho realizando com a sociedade civil e estou convencida da luta das mulheres", afirmou Rubín, mulher do jornalista de rádio e televisão, Humberto Rubín.

Gloria é fundadora da organização "Kuñá Aty" (reunião de mulheres, em guarani), que oferece assistência legal e psicológica a mulheres vítimas de agressão e desprotegidas.

Já Casaccia disse que sua prioridade a partir de 15 de agosto, data da posse do novo Governo, será "estender a lei de desmatamento zero", que expirará em dezembro, para mais dois anos.

O futuro chefe do Gabinete de Lugo, Miguel López Perito, afirmou que na próxima semana serão designados os diretores das instituições que prestam serviços básicos (água potável, telefonia, eletricidade e energia) e dos escritórios de arrecadação. EFE lb/wr/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.