Lugo mantém segunda reunião com Duarte no Paraguai

Assunção, 5 mai (EFE).- O presidente eleito do Paraguai, o ex-bispo Fernando Lugo, manteve hoje sua segunda reunião com o governante em fim de mandato Nicanor Duarte, com o objetivo de discutir a transferência do cargo presidencial, prevista para o dia 15 de agosto.

EFE |

Lugo compareceu à residência presidencial de Mburuvichá Róga, em Assunção, em companhia de seus irmãos Mercedes e Pompeyo, para compartilhar um almoço com o presidente em fim de mandato e com a primeira-dama, Gloria Penayo de Duarte.

Esse encontro é o segundo mantido entre Duarte e Lugo, que com sua vitória nas eleições gerais de 20 de abril pôs fim a 61 anos de Governo do Partido Colorado no Paraguai.

"Ambos os chefes de Estado estão convencidos de que o processo no Paraguai tem que ser sustentável. É preciso respeitar a soberania popular", disse o irmão do governante eleito.

Pompeyo expressou que o líder em fim de mandato não deu conselhos específicos a Lugo sobre sua futura gestão, e disse ter se tratado de um encontro ameno e relaxado.

Em alusão à possibilidade de Duarte, que assumirá como senador após o fim de seu mandato, se transformar em um aliado político de Lugo no Congresso, Pompeyo se limitou a dizer que o atual chefe de Estado é um "aliado da democracia".

Por sua parte, Mercedes, irmã mais velha do ex-bispo, disse ter conversado com a esposa de Duarte sobre sua futura administração como primeira-dama.

Mercedes, de 69 anos, reiterou que quando assumir o cargo dará prioridade à ajuda social. Por sua parte, a esposa de Duarte reconheceu que restam pendentes alguns projetos, e que passará todos os detalhes de sua gestão à irmã do ex-bispo.

Lugo, que havia se reunido com Duarte no Palácio de Governo oito dias após sua vitória nas urnas, chegou ao poder com o apoio da Aliança Patriótica para a Mudança (APC), uma coalizão de amplo espectro ideológico. EFE rg/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG