Assunção, 7 ago (EFE).- O presidente do Paraguai, o ex-bispo Fernando Lugo, disse hoje que sua irmã mais velha, Mercedes Lugo, acusada pela imprensa de usar dinheiro público para fins privados, continuará como primeira-dama até que ele consiga uma namorada.

A oito dias de completar um ano de mandato, Lugo deu tais declarações a jornalistas ao falar sobre as acusações contra sua irmã veiculadas na imprensa paraguaia.

Segundo a edição digital do jornal "Última Hora", Mercedes Lugo supostamente usa dois milhões de guaranis (US$ 402) da fundação Madre Paraguaya, dependente do Escritório da Primeira-dama, para pagar o aluguel da casa onde mora junto com um de seus filhos e sua nora.

"Até que eu consiga uma namorada, Mercedes continuará sendo a primeira-dama. Como diz o ditado: os parentes são os piores, pois não são escolhidos", ironizou o líder.

Segundo o jornal "ABC Color", Mirtha Maidana, filha de Mercedes Lugo e, portanto, sobrinha do chefe de Estado, recebe sem trabalhar um salário equivalente a US$ 400 pela Unidade Técnica de Atualização Docente do Ministério da Educação paraguaio.

As fontes consultadas por essa publicação relataram que Maidana, professora formada e que tinha solicitado sua transferência para o Escritório da Primeira-dama, nunca foi trabalhar na citada dependência ministerial.

Lugo enfrenta atualmente um processo de reconhecimento de paternidade promovido por Benigna Leguizamón, de 27 anos, que assegura que um de seus filhos, de 6 anos, é fruto de uma relação com o presidente, quando este era bispo da diocese do departamento (estado) de San Pedro.

Antes dessa denúncia, Lugo reconheceu no dia 13 de abril que tem um filho de dois anos, Guillermo Armindo, nascido cinco meses após sua renúncia ao clero para se dedicar à política. O menino é fruto de uma relação com Viviana Carrillo.

Uma terceira mulher, Hortênsia Morán Amarilla, de 39 anos, também sustenta que Lugo é pai de seu filho Juan Pablo, de um ano, mas já afirmou que não pretende processar o presidente do Paraguai. EFE rg/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.