Bogotá, 23 abr (EFE).- O futuro presidente do Paraguai, Fernando Lugo, disse hoje que o primeiro a lhe parabenizar pela vitória nas eleições de domingo passado foi o embaixador dos Estados Unidos em Assunção, James Cason.

"Disseram que o primeiro a me felicitar (por) minha vitória foi o presidente (venezuelano Hugo) Chávez, e não foi. Quem me ligou primeiro foi o embaixador americano e, depois, a governante chilena, Michelle Bachelet", disse Lugo em entrevista que concedeu no Paraguai à emissora colombiana "Caracol Radio".

O ganhador das eleições do último domingo acrescentou que sua relação "será igual com todos os países da região" e afirmou que sua política externa se baseará em manter laços diplomáticos com os países latino-americanos e que pretende fortalecer as relações com a Colômbia.

Sobre o apoio na América do Sul dos Governos de esquerda, após seu triunfo de domingo sobre a candidata do Partido Colorado, Blanca Ovelar, o futuro chefe de Estado indicou que sua posição política não afetará as relações com nenhum país da região.

Lugo afirmou que manterá "relações diplomáticas, comerciais, culturais e sociais com todos os países latino-americanos em condições iguais, uma política externa aberta, e que o Paraguai deve se abrir a todas as nações do planeta".

O triunfo do ex-bispo no Paraguai deu fim à hegemonia de 61 anos do Partido Colorado, o mais antigo no exercício do poder na América Latina. EFE fer/jgc/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.