Lugo defende volta de Cuba à OEA

Assunção, 26 mai (EFE).- O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, afirmou hoje que a Organização dos Estados Americanos (OEA) está em um momento de decisões fundamentais e defendeu o retorno de Cuba ao organismo.

EFE |

Lugo, que participará da 39ª assembleia geral da OEA em 2 de junho em Honduras, disse que a relação hemisférica ganhou uma "nova dimensão" pelos "sinais de abertura" do presidente dos EUA, Barack Obama.

Isso se refletiu em "energias de renovação onde praticamente todos os países da região clamam pela volta de Cuba a nossos espaços comuns", destacou.

"Nossa ação e nosso desejo é de um reencontro sobre novas bases maduras, serenas, respeitosas entre todos os países de nosso hemisfério", apontou Lugo, que destacou que a OEA "se encontra em um local histórico".

Segundo o líder, a OEA se encontra em "um momento de decisões fundamentais", porque está "construindo uma nova ordem mundial com uma multipolaridade inédita".

Em sua coletiva de imprensa semanal de terça-feira, Lugo reiterou que após participar da assembleia da OEA fará uma visita oficial a Cuba, em 3 e 4 de junho.

Assunção não confirmou um eventual encontro com Fidel Castro, apenas com o presidente cubano, Raúl Castro. EFE lb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG