Lugo aceita recusa de escolhida para Chancelaria

Assunção, 10 jul (EFE).- O presidente eleito do Paraguai, o ex-bispo Fernando Lugo, aceitou hoje a recusa de Milda Rivarola, escolhida para assumir o Ministério das Relações Exteriores.

EFE |

O futuro porta-voz presidencial, Augusto dos Santos, disse que Lugo começou a estudar com seus assessores os nomes dos prováveis substitutos de Rivarola, que não aceitou o cargo por não concordar com a escolha de um alto funcionário do próximo Governo, que assume o poder em 35 dias antes.

Rivarola não concordou com a nomeação nesta quarta-feira do ex-senador Carlos Mateo Balmelli como diretor da hidrelétrica de Itaipu, que o Paraguai compartilha com o Brasil.

Segundo a imprensa local, Rivarola tem diferenças pessoais com Mateo, e preferia nesse cargo Ricardo Canese, especialista em temas energéticos e autor do livro "O Direito do Paraguai à Soberania".

Santos afirmou que ainda não existe um nome provável para substituir Rivarola, mas pessoas próximas a Lugo disseram a emissoras de rádio que o embaixador paraguaio no Líbano, Alejandro Hamed Franco, está entre os candidatos.

A imprensa paraguaia também citou os nomes de Carlos Riveros, ex-embaixador no Uruguai, e Miguel Abdón Saguier, titular do Congresso no último ano da legislatura passada, como possíveis candidatos. EFE lb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG