Lucros de Knut serão divididos por dois zoológicos

O zoológico de Berlim conservará Knut, sua principal atração, pagando 430.000 euros a um parque que exibe o pai do urso polar e que exigia uma parte dos lucros obtidos com a popularidade do animal estrela.

AFP |

Os zoológicos de Berlim e de Neumünster (60 km ao norte de Hamburgo) fecharam um acordo amistoso para resolver a divergência sobre a divisão dos milhões de euros gerados por Knut, fundamentalmente pelas visitas e os numerosos produtos derivados.

Os dois estabelecimentos devem anunciar os detalhes do acordo ainda nesta quarta-feira.

Knut, o primeiro urso polar que nasceu no zoológico de Berlim nos últimos 30 anos, foi abandonado pela mãe. O animal se tornou célebre em 2007, desencadeando uma verdadeira "Knutmania". A revista de moda americana Vanity Fair chegou a dedicar uma capa ao animal.

O zoo de Neumünster abriga Lars, o pai de Knut, e alegava direitos de propriedade sobre a estrela.

Durante uma audiência no tribunal regional de Berlim em maio, o zoológico desta cidade propôs comprar Knut e Lars por 350.000 euros, o preço de mercado para os ursos polares. Neumünster pedia 500.000 euros.

Knut, que fez sua primeira aparição pública em 23 de março de 2007, diante das câmeras da imprensa de todo o mundo, apresenta atualmente alguns problemas de comportamento e imita os gestos dos visitantes que o fotografam, segundo grupos de defesa dos animais.

ab/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG