Lúcio Gutiérrez acredita em 2º turno no Equador

Quito, 27 abr (EFE).- O candidato presidencial Lúcio Gutiérrez disse hoje que mantém a esperança de que haja um segundo turno no Equador, apesar dos resultados oficiais parciais da primeira fase, que dão a vitória ao atual líder, Rafael Correa.

EFE |

Gutiérrez afirma que só reconhecerá os resultados oficiais finais, mas não as pesquisas de boca-de-urna, segundo as quais Correa será reeleito com mais de 50% dos votos.

Consultado pela televisão "Teleamazonas" sobre se espera que a vitória de Correa não ultrapasse os 10 pontos necessários para ganhar primeiro turno, respondeu que "certamente".

"Certamente, isso é o que nós estamos esperando e já temos alguns indícios para isso", disse, ao assegurar que recuperaram cópias de atas oficiais das juntas receptoras de voto que, segundo ele, mostra sua vitória em várias províncias, ao contrário do que indicavam as pesquisas de boca-de-urna.

Com a apuração de mais de 70% dos votos, Correa obtém 51,72%, seguido por Gutiérrez, com quase 28%, e por Álvaro Noboa, com 11,61%.

Gutiérrez, líder do partido Sociedade Patriótica, também anunciou que irá à Procuradoria para pedir o questionamento do mecanismo utilizado pela pesquisadora SP Investigaciones, que foi a primeira a dar ontem a vitória a Correa.

"Basta que continuem nos enganando, confundindo os dados. Vamos esperar os dados oficiais para dar nossa posição definitiva", disse.

Se ficar confirmada a vitória de Correa, Gutiérrez disse que liderará uma oposição "construtiva, firme, digna", e advertiu que fiscalizará o Governo para determinar, entre outros, se houve na campanha dinheiro proveniente do narcotráfico. EFE sm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG