LTTE declaram cessar-fogo no Sri Lanka

Nova Délhi, 22 jul (EFE).- Os Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) anunciaram um cessar-fogo unilateral entre 26 de julho e 4 de agosto para facilitar a realização no Sri Lanka da cúpula da Associação para a Cooperação Regional da Ásia do Sul (Saarc), segundo um comunicado do grupo armado.

EFE |

"Cooperaremos para o êxito da conferência", indicou a guerrilha em um comunicado divulgado na noite desta segunda-feira.

Com o cessar-fogo, a guerrilha renuncia à atividade militar ofensiva no período, embora tenha afirmado que se reserva o direito de tomar ações defensivas "caso o Governo (do Sri Lanka) realize atividades militares".

O Sri Lanka receberá a partir de 2 de agosto a cúpula do Saarc, que reúne os dirigentes de Índia, Paquistão, Bangladesh, Afeganistão, Nepal, Butão, Maldivas e da própria ilha.

A oferta de cessar-fogo acontece em meio a uma poderosa ofensiva do Exército cingalês, que anunciou a captura neste domingo de novas fortificações rebeldes no distrito noroeste de Mannar.

O presidente do Sri Lanka, Mahinda Rajapaksa, reiterou que a derrota da guerrilha tâmil é um requisito prévio para solucionar o conflito étnico da ilha, onde nas últimas décadas morreram 70 mil pessoas vítimas da violência.

Os Tigres tâmeis lutam há 25 anos para conseguir um Estado independente que represente a minoria tâmil no norte e leste do Sri Lanka.

Em 16 de janeiro, o Governo rompeu unilateralmente os acordos de cessar-fogo assinados em 2002 e recolocou o país no estado de guerra, embora os combates entre o Exército e a guerrilha tivessem sido constantes nos meses anteriores. EFE daa/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG