Oficiais de Los Angeles ofereceram até 500.000 dólares em recompensa, nesta quarta-feira, em troca de informações que levem à prisão de um assassino em série, suspeito de matar 11 pessoas.

Os assassinatos aconteceram entre 1985 e 2007, período que inclui uma pausa de 13 anos - o que levou a imprensa local a apelidar o homicida de "macabro adormecido".

"Esse indivíduo cometeu vários homicídios de 1985 até 1988 e, depois, houve uma pausa de 13 anos. A explicação que esse intervalo tem ainda não sabemos", declarou o capitão Denis Cremins, do Departamento de Polícia de Los Angeles (LAPD).

Os assassinatos foram relacionados entre si, após a criação, em 2001, de uma unidade do LAPD para investigar homicídios não-resolvidos.

A conexão entre os 11 assassinatos foi feita em 2006, quando a polícia estabeleceu uma ligação entre as provas de DNA, balística, entre outras evidências.

Dez das vítimas eram jovens negras, cujos corpos foram deixados no sul de Los Angeles. A polícia acredita que a maioria delas era prostituta.

rcw/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.