Lordes britânicos condenados na Justiça podem ser cassados

Londres, 1 fev (EFE).- Os membros da Câmara dos Lordes britânica que forem condenados por crimes graves ou soneguem impostos no Reino Unido serão expulsos da casa, de acordo com uma reforma da Câmara alta do Parlamento que prepara o Governo.

EFE |

Segundo informa hoje o jornal "The Sunday Times", o ministro da Justiça, Jack Straw, está elaborando esse projeto de renovação em resposta ao recente escândalo sobre as suspeitas de corrupção que pesam sobre alguns dos membros da Casa dos Lordes.

Uma investigação do citado jornal revelou, há uma semana, que quatro lordes do Partido Trabalhista -mesmo do Governo- ofereceram ajuda a jornalistas que fizeram se passar por lobistas interessados em modificar leis em troca de pagamentos de até 120 mil libras (cerca de R$ 400 mil).

De acordo com o jornal, Straw planeja introduzir a legislação necessária para a reforma dos Lordes antes das próximas eleições gerais, previstas para o primeiro semestre de 2010.

O plano do ministro da Justiça também prevê cassar os Lordes que comprovadamente delito grave.

Se a lei for aprovada, figuras conhecidas como o escritor Jeffrey Archer, que passou quatro anos na prisão por perjúrio, e o ex-dono do jornal "Daily Telegraph", Conrad Black, preso atualmente por fraude, perderiam seus títulos de lorde.

Por sua vez, o primeiro-ministro, Gordon Brown, preferiu culpar a imprensa, chamando de "muito graves" as acusações da investigação do jornal, omitindo-se sobre a conduta de seus companheiros de partido na Casa dos Lordes. EFE pa/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG