morta , diz jornal - Mundo - iG" /

Lorde britânico recebia auxílio-moradia por morar com mãe morta , diz jornal

Um lorde britânico, integrante da Câmara dos Lordes, está sendo acusado de receber mais de 70 mil libras (R$ 218 mil) de dinheiro público em auxílio-moradia por dizer que morava fora de Londres com sua mãe doente, segundo o jornal Sunday Times. No entanto, sua mãe já havia morrido e a casa onde ele declarava morar já havia sido vendida.

BBC Brasil |

O lorde John Taylor, de Warwick, declarou à Câmara dos Lordes que morou entre 2001 e 2007 com sua mãe em uma casa nas Midlands, região central da Inglaterra.

Os lordes que trabalham no Parlamento, em Londres, e moram oficialmente fora da capital têm direito a receber 174 libras (cerca de R$ 540) por noite como auxílio-moradia, para despesas com hotéis ou aluguel.

No entanto, uma reportagem do jornal Sunday Times revelou que Taylor mora desde 1995 em Ealing, no oeste de Londres. A casa onde ele alegava morar com sua mãe doente nas Midlands foi vendida em 2001, ano em que ela morreu.

Em nota ao jornal, Taylor defendeu-se dizendo que passou parte do tempo trabalhando como advogado nas Midlands, e por isso declarou a sua casa na região como residência oficial. No entanto, os últimos registros de que Taylor praticou advocacia na região são de 1993, segundo o jornal.

Integrantes da Câmara dos Comuns e da Câmara dos Lordes, na Grã-Bretanha, estão sendo investigados por supostos abusos no uso de verbas públicas cometidos por parlamentares.

A onda de denúncias mergulhou a classe política do país em uma crise e motivou renúncias e reformas no gabinete do primeiro-ministro Gordon Brown, do Partido Trabalhista.

Taylor, um advogado de 56 anos, tornou-se lorde em 1996 por indicação do Partido Conservador. Ele ganhou alguma notoriedade na Grã-Bretanha em 1992, quando concorreu a uma vaga no Parlamento representando Cheltenham, um tradicional reduto dos conservadores, mas acabou perdendo a disputa. Na época, ele sofreu preconceito racial dos próprios conservadores na região.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG