O Reino Unido pediu esclarecimentos urgentes ao Irã pela prisão dos funcionários locais de sua embaixada em Teerã, afirmou nesta sexta o ministro das Relações Exteriores britânico David Miliband.

"Tomamos nota das observações do aiatolá Khannati, que sugeriu que alguns de nossos empregados locais no Irã poderão ser julgados. Pedimos esclarecimentos urgentes às autoridades iranianas envolvidas", afirma o ministro em um comunicado.

O Irã anunciou nesta sexta que julgar alguns dos funcionários locais da embaixada da Grã-Bretanha detidos recentemente por suposto envolvimento nos protestos contra a reeleição do presidente Mahmud Ahmadinejad.

Nove funcionários iranianos da embaixada britânica foram detidos em 28 de junho após as manifestações contra a reeleição do ultraconservador Ahmadinejad nas eleições de 12 de junho. Segundo Londres, dois deles permanecem detidos.

As autoridades iranianas acusaram a embaixada britânica de ter enviado os funcionários às manifestações para incitar os distúrbios, o que Londres desmentiu.

Os países da União Europeia (UE), por sua vez, decidiram convocar os embaixadores iranianos para protestar contra a prisão de empregados,

Alguns países já convocaram os diplomatas iranianos e outros o farão em breve.

pcl/fp/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.