Londres declara o fracasso da luta contra a anorexia nas passarelas

LONDRES - As tentativas de lutar contra a anorexia no mundo da moda, vetando-se as modelos extremamente magras nas passarelas londrinas, foram abandonadas em função do fato de que outras capitais se negam a aderir à iniciativa.

AFP |

Em uma carta aberta à indústria, Hillary Riva, diretora executiva do Conselho da Moda Britânico (BFC), que organiza a Semana da Moda londrina, anunciou o fracasso de proibir as modelos de "tamanho zero" nas passarelas de Londres.

Para explicar o abandono da iniciativa, Riva citou, entre outros motivos, as dificuldades para colocar em prática um regulamento que requeria que as modelos apresentassem provas de que não sofrem de desordens alimentares.

Riva alegou também a falta de apoio de outras capitasi da moda como Nova York, Milão e Paris.

Em 2007 foi criada uma comissão independente sobre a saúde das modelos depois da controvérsia criada pela morte, um ano antes, das brasileiras Ana Carolina Reston e Carla Casalle, mortas em conseqüência de anorexia nervosa.

Leia mais sobre anorexia

    Leia tudo sobre: anorexia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG