Londres critica testes iranianos, mas defende diálogo

O ministro britânico das Relações Exteriores, David Milliband, considerou nesta segunda-feira repreensíveis os testes de mísseis realizados pelo Irã, mas indicou que isso não deve tirar de foco as conversas sobre o nuclear previstas para esta semana com Teerã.

AFP |

"Isto é obviamente repreensível, mas não deve nos distrair da grande questão desta semana, que é como o Irã vai responder na reunião com a comunidade internacional quinta-feira", declarou Milliband à rede de televisão Sky News.

O Irã lançou domingo e nesta segunda-feira vários mísseis, alguns deles com capacidade de atingir Israel, dentro dos exercícios balísticos realizados no momento em que as tensões aumentam com o Ocidente por seu programa nuclear.

"O teste que conta esta semana é o teste para o Irã. O Irã está sendo sério sobre o programa nuclear civil ou vai insistir no tipo de infrações de regulações e leis internacionais que envolvem a comunidade internacional?", acrescentou o ministro britânico.

As potências do grupo conhecido como "5+1" -os cinco membros do Conselho de Segurança da ONU, China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Rússia, mais Alemanha- pediram ao Irã que esclareça suas atividade nucleares durante a reunião que manterão quinta-feira em Genebra com os representantes do Irã, a primeira realizada em 14 meses.

O ministério alemão das Relações Exteriores afirmou nesta segunda-feira que os disparos de mísseis iranianos são "preocupantes e não geram confiança".

"O Irã testa mísseis e, ao mesmo tempo, quer falar de paz e estabilidade regionais", quinta-feira, nos encontros previstos em Genebra, escreveu a Alemanha.

bur-ra/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG