covardes e censuráveis no Iraque - Mundo - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Londres condena atentados covardes e censuráveis no Iraque

Londres, 28 jul (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores britânico, David Miliband, condenou os covardes e censuráveis atentados de hoje em Bagdá e Kirkuk, enquanto expressou o apoio do Governo de Londres a um Iraque democrático e livre da violência terrorista.

EFE |

Três atentados suicidas em Bagdá e outro em Kirkuk, todos eles cometidos por mulheres, deixaram hoje o saldo de 50 mortos e mais de 300 feridos, após várias semanas nas quais era registrado uma considerável diminuição da violência.

"Os terroristas esperam desfazer o progresso que o Iraque está alcançando. Porém, tenho certeza de que a população iraquiana não será intimidada a ceder seus direitos conquistados com muito esforço à liberdade democrática e religiosa", declarou o chefe da diplomacia britânica em comunicado divulgado por seu departamento.

Miliband confirmou a posição expressada na semana passada pelo primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, de continuar "comprometido" com o Governo do Iraque enquanto se transforma em um país "independente, próspero e democrático, livre de violência terrorista, seguro dentro de suas fronteiras e com uma presença estável na região".

Na capital, pelo menos 26 peregrinos xiitas morreram e outros 117 ficaram feridos, informaram fontes médicas, em três explosões que aconteceram com poucos minutos de diferença, enquanto em Kirkuk aconteceram 22 mortos e 187 feridos em um atentado e um tiroteio posterior. EFE ep/fal

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG