Londres afirma que Ocidente não quer guerra com a Rússia

O Ocidente não quer um conflito armado com a Rússia, afirmou nesta quinta-feira o ministro britânico das Relações Exteriores, David Miliband, ao mesmo tempo que reconheceu que a crise na Geórgia acabou com o período de calma aberto com o fim da Guerra Fria.

AFP |

"O Ocidente não quer lançar uma guerra aberta com a Rússia", declarou Miliband à BBC, um dia depois de ter advertido Moscou do risco de provocar uma nova Guerra Fria, durante uma visita à Ucrânia.

O secretário do Foreign Office opinou na entrevista que o mundo está atualmente em uma situação que "marca um claro final na relativa e crescente calma" desde o colapso da União Soviética.

"É correto falar de uma nova crise internacional", afirmou Miliband, que na véspera em Kiev destacou que corresponde à Rússia "não começar" uma nova Guerra Fria, ao mesmo tempo que considerou "contraproducente" isolar Moscou.

"A Rússia precisa contrabalançar o isolamento, a perda de respeito e a perda de confiança do resto do mundo por sua atuação no Cáucaso", declarou Miliband na entrevista à rádio 4 da BBC.

O chanceler britânico reiterou ainda o apoio a um eventual ingresso da Ucrânia e da Geórgia na Otan.

bur/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG