Lobby bancário defende supervisão mundial da regulação do sistema

O Instituto Internacional de Finanças (IIF), que reúne grandes bancos de mais de 70 países, defendeu nesta segunda-feira uma maior coordenação da regulação financeira, com a criação de uma instância mundial de supervisão.

AFP |

"É necessário que haja uma coerência muito maior da regulação, que vá além das fronteiras. Foi com essa idéia na cabeça que propusemos que fosse examinada a criação de um conselho coordenador da regulação financeira mundial", explicou em uma entrevista coletiva em Washington o diretor geral do IIF, Charles Dallara.

O IIF mandou uma carta para o presidente americano, George W. Bush, que na próxima sexta-feira e sábado receberá na capital americana uma cúpula do G20.

"A crise financeira evidenciou lacunas e incoerências nas normas mundiais, e que é necessário regular. Mesmo que outras medidas devam ser tomadas em âmbito nacional, é preciso que as estruturas de regulação e supervisão elaboradas em âmbito nacional estejam plenamente integradas e coordenadas em um esquema mundial", expressaram os dirigentes do IIF na carta enviada a Bush.

hh/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG