Lixo ilegal volta para Inglaterra até terça-feira

SÃO PAULO (Reuters) - Os 41 contêineres com lixo tóxico importado da Inglaterra voltarão ao país de origem até terça-feira, informou a Justiça Federal nesta sexta. Inicialmente, o material deveria retornar à Inglaterra ainda nesta sexta-feira, mas a empresa responsável pelo navio que levará o lixo de volta à Grã-Bretanha pediu ampliação do prazo dado pelo juiz da 6a Vara Federal de Santos Antonio André Muniz Mascarenhas de Souza por conta das operações de atracamento e desatracamento da embarcação.

Reuters |

A determinação da Justiça atende a pedido feito pelo delegado que cuida do caso, sob o argumento de que a cada dia a decomposição do lixo importado aumenta o risco de contaminação ao meio ambiente.

Na semana passada, a agência ambiental britânica anunciou a prisão de três pessoas suspeitas de envolvimento no envio do lixo tóxico ao Brasil, e o Ministério do Meio Ambiente informou que as seis empresas envolvidas na importação, o consolidador, o responsável pelo carregamento e os compradores da carga foram autuados por crime ambiental e multados em 2,5 milhões de reais.

O episódio gerou também reações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que criticou os países ricos por pressionarem o Brasil para preservar o meio ambiente e, ao mesmo tempo, enviarem lixo tóxico para o país.

Nos contêineres com o material tóxico, importado ao Brasil sob a fachada de polímero de etileno para reciclagem, estão camisinhas, fraldas usadas, banheiros químicos, seringas, entre outros produtos.

(Reportagem de Eduardo Simões)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG