Livro francês questiona contribuição do Islã à Europa

Um livro que questiona a visão convencional de que a Europa tem uma dívida cultural com o Islã está causando polêmica na França. A teoria tradicionalmente defendida por historiadores é de que o Islã agiu como uma ponte cultural, transmitindo as obras clássicas da filosofia grega à Europa medieval por meio das traduções árabes.

BBC Brasil |

Mas, em seu livro, o historiador francês Sylvain Gouguenheim, de Lyon, diz que essa visão é mais ideológica do que científica.

Um colunista do jornal Le Monde afirmou que o livro é corajoso e mostra que a cultura européia não tem uma dívida significativa com o islamismo.

Mas os críticos afirmam que Gouguenheim criou uma polêmica que serve para legitimizar a polêmica teoria do "confronto das civilizações".

O analista de assuntos islâmicos da BBC, Roger Hardy, diz que parece improvável que Gouguenheim tenha sucesso em modificar a visão tradicional.

Hardy acrescenta, no entanto, que o debate mostra que, em tempos de tensão política entre o mundo muçulmano e o Ocidente, até mesmo a história se tornou um "campo de batalhas".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG