Livro conta detalhes da primeira cantada de Sarkozy em Bruni

Paris, 12 fev (EFE).- Quando conheceu a cantora e ex-modelo Carla Bruni, sua atual esposa, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, disse que, juntos, os dois ficariam melhor que Marylin e (John) Kennedy.

EFE |

O comentário foi feito num jantar no qual Sarkozy desafiou Bruni a beijá-la na mesma hora, revela um livro do anfitrião do encontro.

"Carla não caminha, desliza", diz o famoso publicitário Jacques Ségéla em "Autobiographie non autorisée" ("Autobiografia não autorizada", em tradução livre), livro no qual lembra detalhes da primeira conversa que Sarkozy e Bruni tiveram.

O bate-papo aconteceu num jantar na casa do autor e terminou virando uma história de amor à primeira vista, segundo o casal.

"Carla, você é capaz de me beijar na boca neste instante?", sussurrou à ex-modelo o presidente da França, que tinha acabado de se divorciar da segunda mulher, Cécilia Ciganer-Albéniz.

Sarkozy chegou ao jantar, organizado no fim de 2007 a pedido do presidente, com roupas informais, sem gravata e atrasado. À mesa, conheceu a mulher com quem se casou três meses depois.

"Conheço você bem, embora não tenhamos nos encontrado antes (...). Sei tudo sobre você porque me pareço com você", disse Sarkozy, que na ocasião declarou-se aliviado por ver "uma mulher bela que fuma e bebe".

Em sua investida, o presidente também afirmou que estaria na primeira fila do próximo concerto de Bruni, que na época se dedicava mais à música.

Além disso, declarou que se os dois iniciassem uma relação ficariam melhor que a atriz americana Marilyn Monroe e o presidente dos Estados Unidos John Fitzgerald Kennedy, que supostamente mantiveram um caso.

"Compromisso, jamais! A partir de agora, só viverei com o homem que me der um filho", disse Bruni, que, no entanto, não assustou o presidente, pai de cinco filhos e que perguntou a cantora: "Por que não seis?".

O jogo de insinuações seguiu noite a dentro, e, em 2 de fevereiro do ano passado, os dois se casaram em cerimônia privada no Palácio do Palácio do Eliseu, após um rápido e muito fotografado namoro. EFE jaf/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG