JERUSALÉM (Reuters) - O líder do grupo parlamentar do partido centrista Kadima, Yoel Hasson, afirmou nesta sexta-feira não esperar que a líder de seu partido, Tzipi Livni, se junte à coalizão liderada pelo direitista Benjamin Netanyahu. Ele disse à Reuters que os parlamentares do Kadima se encontrarão no domingo: Eu imagino que a decisão será que nós iremos para a oposição, afirmou. Nós não entraremos em um governo liderado por Netanyahu.

Hasson fez as declarações em resposta ao convite oficial do presidente Shimon Peres para que Netanyahu forme o governo e ao convite público de Netanyahu para que Livni se juntasse a ele em um governo de união nacional.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.