Lituânia retira veto para início das negociações entre UE e Rússia

Vilnius, 12 mai (EFE).- A Lituânia retirou hoje o veto ao início das negociações entre a União Européia (UE) e a Rússia para a assinatura de um novo acordo de cooperação política, comercial e energética que deve substituir o Acordo de Associação de 1994.

EFE |

"Alcançamos um bom acordo, que respeita as necessidades da Lituânia e que também leva em conta os interesses conjuntos da UE", anunciou o esloveno Dimitrij Rupel, presidente rotativo da UE, durante uma entrevista coletiva em Vilnius.

Rupel afirmou que o correspondente mandato da negociação será aprovado no próximo Conselho de Ministros da UE, que será realizada no dia 26 de maio em Bruxelas.

A Lituânia aceitou suspender o veto sob a condição de que, durante as negociações com a Rússia, previstas para o final de junho, sejam levadas em conta suas posições na questão política e energética, informou a TV local.

"Encontramos a forma de refletir no mandato para as negociações o assunto do fornecimento de petróleo russo por meio do oleoduto Druzhba, da cooperação jurídica e dos conflitos congelados", declarou Rupel.

Este acordo foi alcançado em Vilnius durante a visita-relâmpago realizada por uma delegação da UE liderada por Rupel e que também incluía os ministros de Relações Exteriores da Polônia e da Suécia.

"A solidariedade mostrada pelos 27 membros do bloco e pela Comissão Européia não é uma palavra vazia", declarou por sua vez Petrás Vaitekunas, ministro de Exteriores lituano, depois de se reunir com a delegação comunitária.

Entretanto, Vaitekunas afirmou que "o êxito das negociações com a Rússia dependerá diretamente do reinício do fornecimento através do oleoduto Druzhba", interrompido desde julho de 2006. EFE va/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG