Lista põe dois brasileiros entre 200 mais ricos da Grã-Bretanha

Dois brasileiros aparecem na lista dos moradores mais ricos da Grã-Bretanha, segundo uma lista anual publicada pelo jornal britânico Sunday Times. O dono da Natura, Antonio Luiz Seabra, e a viúva do banqueiro Edmond Safra, Lily Safra, aparecem nas posições 138 e 156 da lista, que compila as mil maiores fortunas do país.

BBC Brasil |

Seabra, de 65 anos, mora em Londres e tem um patrimônio estimado em 600 milhões de libras (R$ 2 bi) pela revista americana Forbes. Ele caiu no ranking em relação ao ano passado, quando esteve na 84ª posição entre os mais ricos.

Segundo o Sunday Times, a gaúcha Lily Safra teria uma fortuna estimada em 504 milhões de libras esterlinas (cerca de R$1,6 bi). O jornal afirma ainda que Safra apóia muitas instituições de caridade britânicas. Em 2007, ela aparecia na 109ª posição.

Entre os 20 primeiros também aparece o banqueiro e ex-ator Michel de Carvalho, filho de um brasileiro com uma inglesa. Ele aparece na 12ª posição da lista, ao lado da mulher, Charlene, que herdou a cervejaria holandesa Heineken depois da morte de seu pai, em 2002. O casal tem uma fortuna estimada em 3,6 bilhões de libras (R$ 12 bi).

Bilionários
O magnata do setor siderúrgico Laskshmi Mittal, nascido na Índia, foi o primeiro colocado na lista dos bilionários da Grã-Bretanha, com uma fortuna de cerca de 27,5 bilhões de libras (cerca de R$ 92 bi). O jornal ressalta que Mittal aumentou sua fortuna em 44% com relação ao ano passado e cita a aquisição da Arcelor como uma das principais razões para o aumento no patrimônio do indiano.

Logo atrás aparece o russo Roman Abramovich, dono do time de futebol Chelsea, de Londres, com uma fortuna de 11,7 bilhões de libras esterlinas (R$38, 8 bi).

O Sunday Times diz que, apesar da crise mundial do crédito, "os super-ricos nunca estiveram tão ricos". Segundo o jornal, somadas, as mil maiores fortunas da Grã-Bretanha totalizam 412,8 bilhões de libras (R$1,3 trilhões) - um aumento de 14,7% com relação ao ano anterior.

O jornal destaca ainda que uma das principais razões para o aumento na riqueza observado neste ano é o número de milionários estrangeiros que fizeram de Londres sua residência e base de seus negócios.

Segundo o Sunday Times, dos 10 mais ricos, apenas 3 nasceram na Grã-Bretanha. Além disso, dos 75 mais ricos, 40 são estrangeiros.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG