Lima analisa pedido de asilo de opositor a Chávez

O governo peruano avalia um pedido de asilo político apresentado pelo ex-governador do Estado de Aragua Didalco Bolívar, adversário do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, revelou nesta quinta-feira o primeiro-ministro peruano, Javier Velásquez Quesquén.

AFP |

"Para analisar este pedido o governo tem como referência que o Peru respeita o direito de asilo, mas deve haver compatibilidade com os fatos e com as relações com os países vizinhos", destacou Quesquén no site do jornal El Comercio.

Bolívar está em Lima há uma semana, segundo El Comercio, e alega que é perseguido por sua militância contra o chavismo.

Em abril passado, o governo peruano concedeu asilo político ao principal opositor a Chávez, Manuel Rosales, o que gerou mal-estar entre Lima e Caracas.

Na semana passada, a imprensa em Caracas informou que Lima havia concedido asilo político ao ex-dirigente estudantil Nixon Moreno, ligado a Rosales, mas a chancelaria peruana desmentiu a notícia.

Atualmente, há três opositores venezuelanos asilados no Peru: Rosales, o dirigente sindical Carlos Ortega e Eduardo Lapi, ex-governador do Estado de Yaracuy.

rm/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG