Liga do Mundo Islâmico pede que dirigentes libaneses retomem o diálogo

Riad, 10 mai (EFE).- A Liga do Mundo Islâmico, com sede em Meca (Arábia Saudita), pediu hoje aos dirigentes e personalidades do Líbano que retomem o diálogo e evitem um conflito armado no país.

EFE |

O pedido foi feito em comunicado do secretário-geral da organização pan-islâmica, Abdullah Al-Turki, no qual expressou seu desejo de prevalência da política de negociação sobre a das armas no Líbano.

"A solução, que está apenas nas mãos dos libaneses, se dará mediante o retorno à mesa de diálogo", destacou Turki, que advertiu que uma escalada da situação "pode criar a oportunidade que Israel está esperando para atacar o Líbano".

Por outro lado, Turki pediu aos Governos islâmicos, à Organização da Conferência Islâmica (OCI) e à Liga Árabe para se mobilizarem com rapidez com o objetivo de terminar com a ruptura que começa a se transformar em um conflito armado.

A Liga do Mundo Islâmico é uma das associações dentro da OCI, que reúne 57 países. EFE mam/wr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG