Liga Árabe rejeita pedido de Allawi para supervisionar eleições iraquianas

Cairo, 10 jun (EFE).- A Liga Árabe rejeitou um pedido do ex-primeiro-ministro iraquiano Iyad Allawi para que supervisionasse as próximas eleições provinciais de outubro no Iraque, disseram hoje à Agência Efe fontes da instituição.

EFE |

Segundo essas fontes, o secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, disse que sua organização não pode realizar essa missão sem um pedido oficial do Governo iraquiano.

Neste sentido, Moussa disse que o organismo que dirige não pode se intrometer nesta questão, se não for por requerimento do atual Executivo iraquiano.

As fontes disseram que, com esta iniciativa, Allawi tenta fazer com que a Liga Árabe desempenhe um papel mais ativo no Iraque, em vez de limitar-se a observar os eventos de longe.

As eleições para os Conselhos Provinciais, as primeiras desta natureza, são cruciais para o futuro do país, e acontecerão em todas as províncias, exceto nas três da região autônoma do Curdistão iraquiano (Erbil, Suleimaniya e Dahuk).

Os dirigentes sunitas criticaram a realização do pleito, porque o consideram um passo adiante na divisão do Estado em entidades étnicas, enquanto os xiitas defendem que as eleições são necessárias para dar mais poder às províncias no momento de tramitar seus assuntos cotidianos. EFE nq/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG