Liga Árabe pede a Hamas mais diálogo entre palestinos

Cairo, 25 nov (EFE) - O secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, pediu hoje no Cairo ao chefe do escritório político do grupo islâmico palestino Hamas, Khaled Meshaal, exilado em Damasco, que haja mais diálogo entre os palestinos. Em entrevista coletiva após se reunir com o ministro de Assuntos Exteriores iemenita, Abu Bakr Abdallah al-Qirbi, Moussa advertiu de que o diálogo entre os palestinos não deve ser eterno, mas tem que terminar com um resultado rápido, porque existem datas que devem ser cumpridas. O diálogo, cujo início estava previsto para o último dia 9, foi adiado pelo boicote do Hamas, por não terem sido cumpridas suas exigências. Entre elas estava o fim da detenção de membros do grupo na Cisjordânia, território controlado pelos nacionalistas do laico Fatah.

EFE |

Moussa acrescentou que o diálogo interpalestino deve ocorrer com o objetivo de chegar a um acordo, e não simplesmente por dialogar, em referência às recentes declarações de Meshaal, nas quais disse que o grupo deseja a realização, primeiro, de conversas que ocorram "com tempo", em vez de só assinar um acordo.

Moussa se mostrou otimista com o futuro Governo dos Estados Unidos, após a vitória do presidente eleito, Barack Obama, nas eleições presidenciais americanas.

"Agora há uma nova Administração nos EUA que proclama a mudança.

Nós desejamos que a mudança seja positiva, a favor de um movimento rápido para rumo à solução do conflito árabe-israelense", disse.

Quanto à reunião extraordinária de amanhã dos ministros de Assuntos Exteriores da Liga Árabe para tratar do problema palestino, Moussa disse que a organização tem "uma postura clara" e a solução que colocar estará baseada na iniciativa árabe de paz, que propõe "paz em troca de terra" com Israel. EFE aj/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG