Liga Árabe e UE trabalharão juntas para garantir paz no Oriente Médio

Cairo, 27 jan (EFE).- O secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, afirmou hoje que sua instituição e a União Européia (UE) trabalharão intensamente nas próximas semanas para conseguir a reconciliação palestina e impulsionar o processo de paz entre árabes e israelenses.

EFE |

Moussa deu estas declarações em entrevista coletiva na sede da Liga Árabe, no Cairo, depois de se reunir com o espanhol Javier Solana, chefe da diplomacia europeia.

Segundo ele, entre os assuntos discutidos estavam a situação na Faixa de Gaza e os esforços de egípcios e árabes para um cessar-fogo entre Israel e o grupo islamita Hamas.

Solana explicou ainda a iniciativa egípcia à paz, que inclui o fim do bloqueio israelense em Gaza, a reabertura de suas fronteiras e a entrada de ajuda humanitária.

Moussa comentou que o encontro tratou também do processo de paz no Oriente Médio e as vias para retomá-lo, especialmente pela chegada de Goerge Mitchell, novo enviado dos EUA na região.

O dirigente chegou hoje ao Cairo, primeira escala de uma viagem que o levará também a Israel e aos territórios palestinos, entre outros locais.

Logo após sua chegada, Mitchell teve um encontro a portas fechadas com Solana. Moussa também ficou cerca de 40 minutos com o novo enviado americano.

Moussa manifestou a disposição da Liga Árabe a trabalhar com a nova Administração dos EUA, deu as boas-vindas ao novo emissário e expressou sua esperança de que se abra o caminho para um processo de paz nos próximos dias.

Antes da chegada de Mitchell, o responsável da Liga Árabe considerou como "um bom sinal" do novo Governo americano a visita de seu enviado. EFE hh/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG