Liga Árabe diz que palestinos deixam negociação com Israel

CAIRO (Reuters) - O chefe da Liga Árabe, Amr Moussa, afirmou nesta quarta-feira que o presidente palestino, Mahmoud Abbas, lhe disse que não participará das negociações indiretas com Israel. O presidente palestino decidiu que não entrará nestas negociações agora (...) o lado palestino não está pronto para negociar sob as atuais circunstâncias, disse Moussa.

Reuters |

As declarações do líder foram concedidas em uma entrevista coletiva após uma reunião de emergência de delegados árabes na sede da organização no Cairo.

"As negociações já se encerraram", afirmou Moussa mais tarde à Reuters.

Delegados da Liga Árabe disseram que a retomada do diálogo dependia de Israel paralisar a expansão dos assentamentos na Jerusalém Oriental e nos territórios ocupados.

Porém, Israel anunciou na terça-feira que construirá 1.600 novas casas para colonos em uma área da Cisjordânia ocupada anexada a Jerusalém.

Em visita à cidade de Ramallah, o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou publicamente Israel pelos planos de ampliar assentamentos judaicos, dizendo que o projeto mina os esforços de paz após palestinos concordarem com conversas mediadas pelos EUA.

Os palestinos, que passaram meses exigindo a paralisação completa da ampliação dos assentamentos como pré-requisito para a retomada das negociações, abandonadas desde dezembro de 2008, tinham aceitado nesta semana participar de um diálogo indireto.

(Reportagem de Marwa Awad)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG