Liga Árabe condena ataque israelense e convoca reunião de urgência

Cairo, 27 dez (EFE).- A Liga Árabe condenou hoje o bombardeio israelense sobre a Faixa de Gaza e convocou uma reunião de urgência de seus ministros de Exteriores para a próxima segunda-feira, a fim de falar sobre o ataque, que deixou pelo menos 160 mortos.

EFE |

A organização também pediu ao Conselho de Segurança da ONU para adotar medidas a fim de conter os ataques israelenses sobre a Faixa de Gaza e proteger os palestinos, segundo a agência de notícias governamental egípcia "Mena".

O assistente do secretário-geral da Liga Árabe para assuntos palestinos, Mohamad Subeih, pediu aos palestinos que deixem de lado suas disputas e permaneçam unidos, e solicitou aos Estados árabes uma postura unificada frente aos "crimes" de Israel.

Os Governos da Jordânia e dos Emirados Árabes Unidos (EAU) já condenaram o ataque, enquanto o Egito decidiu abrir a passagem de Rafah, na fronteira com Gaza, para evacuar os feridos, e mandou 30 ambulâncias ao território palestino para transferir as vítimas a hospitais egípcios.

Centenas de sindicalistas jordanianos foram às ruas para protestar contra o bombardeio, e gritaram palavras de ordem contra o papel de mediação do Egito no conflito palestino-israelense, e contra o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas.

Pelo menos 160 pessoas morreram e várias centenas ficaram feridas devido ao bombardeio realizado hoje pelo Exército israelense em Gaza, onde as equipes de socorro trabalham para resgatar as vítimas presas sob os escombros. EFE sva-ssa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG