Líderes visitarão com Berlusconi locais do terremoto na Itália

Roma, 2 jul (EFE).- Os líderes participantes da próxima cúpula de chefes de Estado e de Governo do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais desenvolvidos e a Rússia), que será realizada na próxima semana na cidade italiana de LAquila, visitarão junto com o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, os locais castigados pelo terremoto de abril.

EFE |

O próprio Berlusconi fez este anúncio hoje, em entrevista coletiva realizada em L'Aquila, capital de Abruzzo, onde deu informações sobre o estado da organização da cúpula do G8, que acontecerá de 8 a 10 de julho próximos, e na qual estará muito presente a catástrofe que matou quase 300 pessoas.

O primeiro-ministro da Itália, cujo Governo preparou uma lista de bens culturais afetados pelo terremoto para que outros países financiassem o conserto, acompanhará, entre outros, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente americano, Barack Obama, na visita a algumas dessas obras artísticas danificadas.

"Fizemos um bom trabalho. Espero que os italianos estejam satisfeitos com isso. Preparamos esta importante reunião internacional para levar à capital da dor a capital política do mundo, e espero que isso seja amparado com todo seu simbolismo", acrescentou.

O primeiro-ministro da Itália explicou que o centro que sediará as reuniões dos líderes do encontro poderá ser visitado nos dois dias posteriores à cúpula por todos aqueles que quiserem, e que a cúpula do G8 abordará, entre outros assuntos, a segurança alimentar, a mudança climática e a atual crise do Irã.

Berlusconi informou também que, nas próximas horas, se reunirá com seu ministro de Assuntos Exteriores, Franco Frattini, para finalizar o programa da cúpula, para a qual foram convidados 27 países, entre eles Brasil, México e Espanha. EFE mcs/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG