Líderes opositores iranianos pedem libertação de detidos

Teerã, 7 jul (EFE).- O ex-presidente iraniano Mohamad Khatami e os dois candidatos reformistas derrotados, Mehdi Karroubi e Mir Hussein Moussavi, pediram a libertação dos detidos durante as semanas de protestos contra a reeleição de Mahmoud Ahmadinejad no pleito presidencial de 12 de junho.

EFE |

O site "Kalam News" informou hoje que os três líderes reformistas se reuniram ontem à noite para estudar maneiras de protestar contra o resultado das eleições presidenciais, que qualificaram de fraudulento.

Em comunicado final, os três políticos pediram a imediata libertação daqueles que estão detidos sem acusações.

Além disso, exigiram o fim das "extremas medidas de segurança" que estão há quase um mês em vigor nas ruas do país.

O Irã foi nas últimas semanas palco de protestos contra a polêmica reeleição de Ahmadinejad, que a oposição denunciou como fraudulenta.

Segundo números oficiais, pelo menos 20 pessoas morreram e milhares foram detidas na repressão.

O resultado evidenciou as divergências que existem dentro do regime teocrático dos aiatolás, após 30 anos de revolução islâmica.

EFE jm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG