Líderes mundiais se solidarizam com situação na Austrália

Sydney (Austrália), 10 fev (EFE).- Uma longa lista de líderes de todo o mundo ofereceram hoje suas condolências ao primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, pelas mais de 170 mortes no sudeste do país devido aos incêndios.

EFE |

Rudd disse no Parlamento ter recebido telefonemas do premiê britânico, Gordon Brown; do chefe de Governo neozelandês, John Key; do presidente da Comissão Europeia (CE, órgão executivo da UE), José Manuel Barroso; e do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

Também entrou em contato com o líder australiano o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

O primeiro-ministro afirmou que a Austrália recebeu mensagens de Brasil, Cuba, França, Indonésia, Japão, México, Paquistão, Turquia e Cingapura, entre outros.

Rudd disse que a Austrália agradece todas as ofertas de apoio, pois muitos desses países tinham oferecido ajuda prática ou financeira.

"Todos os cidadãos de Victoria e todos os australianos devem saber que neste momento trágico não estamos sós", concluiu. EFE mg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG