Pequim, 23 set (EFE).- O vice-presidente da Comissão Militar Central da China, Xu Caihou, se reuniu hoje com seu colega norte-coreano, Pak Jae-Gyong, que lidera uma delegação de dez membros de viagem à China, o principal país aliado do regime norte-coreano.

O encontro se produz após semanas de sinais positivos por parte de Pyongyang para negociar o desmantelamento de seu programa nuclear, que provocou graves crises no último ano.

Segundo um comunicado da agência oficial de notícias "Xinhua", Pak, de 76 anos e vice-ministro de Forças Armadas Populares da Coreia do Norte, disse a Xu que seu país "realizará esforços inquebrantáveis para reforçar os vínculos entre os dois países, sem importar que as circunstâncias mudem".

"Os dois países são obrigados a manter a tradicional amizade conseguida pela antiga geração de revolucionários", disse o norte-coreano, um dos militares de maior categoria da Coreia do Norte.

A visita de Pak, que já acompanhou o líder norte-coreano Kim Jong-il em sua viagem à China em 2001, ocorre por ocasião dos 60 anos das relações diplomáticas entre os dois aliados comunistas, mas também uma semana depois de o enviado chinês Dai Bingguo visitar Pyongyang com uma mensagem do presidente Hu Jintao.

O objetivo do encontro entre os dois comandantes militares é conseguir uma relação militar mais estreita, mediante a promoção de intercâmbios e a cooperação militar entre os dois Exércitos para "contribuir para a paz, a estabilidade e a prosperidade mundiais", disse Xu.

O Ministério de Assuntos Exteriores da China se negou a facilitar nenhuma informação sobre a viagem de Pak, cuja visita de cinco dias durará até sexta-feira, 26 de setembro, e em seu itinerário está incluída, além de Pequim, a cidade oriental de Xangai. EFE mz/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.