Líderes europeus consideram evitar quebra de grandes bancos e limitar ajudas

Paris - Os países do Eurogrupo consideram hoje, em Paris, a possibilidade de permitir medidas que evitem a quebra de grandes bancos, mas com limitações nas ajudas e uma supervisão para evitar abusos, segundo um projeto de declaração ao qual a Agência Efe teve acesso.

Redação com EFE |

Este projeto que está sendo estudado pelos governantes dos 15 países do Eurogrupo reunidos a partir de hoje, em Paris, indica que os Governos respectivos "não deixarão quebrar nenhum banco relevante" e que, para isso, recorrerão à recapitalização de entidades.

O ministro das Finanças belga, Didier Reynders, disse que cada um dos Estados-membros anunciará antes da quarta-feira medidas de apoio individuais a seus respectivos sistemas bancários.

"Corresponderá a cada Estado dizer qual é a quantidade que colocará à disposição e, assim, será conhecido o total", disse Reynders sobre essas medidas de apoio.

Leia mais sobre  crise nos mercados

    Leia tudo sobre: crise nos mercados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG