Líderes do Pacífico Sul iniciam reunião anual com clima em foco

Sydney (Austrália), 4 ago (EFE).- Os líderes dos 15 países-membros do Fórum das Ilhas do Pacífico iniciaram hoje na Austrália sua reunião anual, centrada nos efeitos da mudança climática, no comércio regional, e na crise política em Fiji.

EFE |

O primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, preside a reunião de três dias realizada na cidade de Cairns.

Os líderes das pequenas nações do fórum aproveitarão o encontro para pressionar as grandes Austrália e Nova Zelândia por ações contra a mudança climática, e para que apoiem também o desenvolvimento econômico da região.

Segundo o Greenpeace, as ilhas do Pacífico precisam de uma redução para 2020 de entre 40% e 45% das emissões causadoras do efeito estufa.

Porém, o Governo australiano propõe um corte apenas 25%.

"Como país mais rico da região e o principal contaminador per capita, a Austrália tem que evitar causar um maior dano climático ao Pacífico e adotar urgentemente objetivos mais altos" assinalou hoje a organização Oxfam Australia.

Especialistas advertem que a mudança climática deixará 75 milhões deslocados na região Ásia-Pacífico durante os próximos 40 anos e pedem um aumento da ajuda financeira e o desenvolvimento de projetos de adaptação das comunidades às mudanças causadas pelo aquecimento global.

É a primeira reunião do fórum desde que Fiji foi suspenso do grupo, em maio deste ano, por faltar com seu compromisso de retomar a transição à democracia, após o golpe de Estado de 2006. EFE mg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG