Líderes do G20 vão se reunir na Coreia do Sul em novembro

Seul, 5 fev (EFE).- A Coreia do Sul anunciou hoje que a quinta cúpula de líderes do G20 acontecerá nos dias 11 e 12 de novembro em Seul, logo antes do Fórum de Cooperação Econômica da Ásia-Pacífico (Apec) na cidade japonesa de Yokohama, que acontece nos dias 13 e 14.

EFE |

Em entrevista coletiva, a porta-voz do Comitê Presidencial para a cúpula G20, Sohn Jie-ae, explicou que a data foi escolhida para facilitar o deslocamento dos líderes que participarão das duas reuniões.

O presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, quer que seu país, até agora considerado uma economia em transição, se transforme em uma economia desenvolvida, e que o símbolo dessa mudança seja a cúpula do G20 em Seul, a primeira na Ásia.

A Coreia do Sul assumiu no dia 1º de janeiro a Presidência do G20, grupo formado pelas nações ricas e as emergentes - entre elas o Brasil.

O primeiro evento do grupo na Coreia do Sul será o fórum dos vice-ministros de Finanças do G20, que acontece este mês em Incheon, cidade próxima a Seul, cuja segunda sessão está programada para setembro em Gwangju, cerca de 330 quilômetros ao sul da capital.

Além disso,os ministros de Finanças do G20 se reunem entre os dias 3 e 5 de junho em Busan, antes de realizar seu segundo encontro em outubro na cidade de Gyeongju.

Antes da cúpula de Seul, o Canadá abrigará em junho a quarta cúpula do G20 e a do G8, que reúne os países mais industrializados do mundo e Rússia.

O G20 é integrado, além de Brasil e Coreia do Sul, pelos membros do G8 - EUA, Canadá, Reino Unido, Rússia, Itália, França, Japão e Alemanha, os países mais ricos do mundo -, por Argentina, Austrália, China, Índia, Indonésia, México, Arábia Saudita, África do Sul e Turquia, além da União Europeia (UE). EFE ce/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG