a partir do centro - Mundo - iG" /

Líderes democratas querem governar EUA a partir do centro

Washington, 5 nov (EFE).- Os democratas no Congresso dos Estados Unidos afirmaram hoje que, seguindo a pauta do presidente eleito, Barack Obama, governará o país a partir do centro para responder aos assuntos mais importantes para os americanos.

EFE |

"O país, um país, tem que ser governado a partir do centro. E digo isso como uma orgulhosa democrata progressista no Congresso dos EUA e como presidente da Câmara dos Representantes", disse a presidente da Câmara Baixa, Nancy Pelosi.

"O assunto é que o povo tem que se unir para chegar a um consenso em soluções que sejam sustentáveis e aceitáveis para o povo americano", destacou.

O líder democrata lembrou que nos últimos dois anos foi possível trabalhar com os republicanos de maneira pactuada em iniciativas democratas como o aumento do salário mínimo, um plano para diminuir os custos universitários e benefícios para veteranos.

Pelosi elaborou as prioridades democratas nos primeiros 100 dias da próxima sessão legislativa que são, basicamente, similares às da campanha de Obama: o estímulo da economia, a educação das crianças, a cobertura médica, o fim da dependência do petróleo estrangeiro e o conflito no Iraque.

Tais propostas acabaram se esvaecendo "porque tinham amplo apoio bipartidário e respondiam às necessidades do povo americano, seja da esquerda ou da direita", opinou.

Pelosi não escondeu sua satisfação com as conquistas dos democratas nas urnas, já que não só mantiveram, mas ampliaram sua maioria em ambas as câmaras do Congresso.

Horas antes, em declarações à cadeia de rádio "NPR", o líder da maioria democrata do Senado, Harry Reid, qualificou a vitória de seu partido como "um mandato histórico, não para um partido ou ideologia em particular, mas para superar as divisões e conseguir coisas".

Segundo Reid, os republicanos bloquearam a votação de projetos em 94 ocasiões nos últimos dois anos e que, agora, deveriam fazer como John McCain, que ontem à noite prometeu trabalhar com consenso.

Por sua parte, o presidente do Comitê Nacional do partido Republicano, Mike Duncan, afirmou que os democratas terão que buscar o centro ou, caso contrário, arriscar uma derrota nas urnas no pleito legislativo de 2010. EFE mp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG