Líderes de setor agropecuário pedem fim de greve na Argentina

Buenos Aires, 8 jun (EFE).- Na Argentina, dirigentes agropecuários pediram hoje aos produtores que encerrem a greve e os protestos para retomarem o diálogo com o Governo após as bases ameaçarem manter as medidas de força.

EFE |

"É conveniente terminar com a não comercialização (de grãos) esta noite. Deve-se permitir um processo que tenda a um diálogo amplo", declarou o presidente de Federação Agrária Argentina (FAA), Eduardo Buzzi, referindo-se ao conflito mantido entre o campo e o Governo há quase três meses.

As quatro maiores associações agropecuárias anunciaram na sexta-feira que, à meia-noite de hoje, se encerrará a greve e os protestos feitos em vários pontos do país em rejeição à pressão fiscal sobre o setor.

O presidente da Sociedade Rural Argentina (SRA), Luciano Miguens, também pediu aos agricultores que tenham "inteligência" e "cabeça fria" para retirar as medidas de força.

Miguens emitiu este chamado depois que alguns produtores ameaçassem manter a greve e os bloqueios parciais de estradas. EFE ms/rb/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG