Tamanho do texto

Os líderes cívicos do departamento de Santa Cruz, na Bolívia, iniciarão no domingo uma greve de fome para que se restitua a renda petrolífera regional e se suspenda um julgamento por sublevação do governador regional Ruben Costas.

O influente Comitê Pró-Santa Cruz indicou hoje em comunicado que a decisão foi tomada na quinta-feira em reunião da qual participaram diversas organizações civis, políticas empresariais, sindicais, vizinhos e acadêmicas do departamento.

A medida de força começará um dia antes do jejum que, por sua parte, também devem iniciar os governadores regionais opositores de Santa Cruz, Beni, Pando e Tarija, conforme anunciaram em 19 de julho, também para pedir ao Governo a restituição da renda petrolífera.

Costas foi acusado de sublevação por ter organizado a consulta sobre estatutos autônomos de 4 de maio, como também fizeram as regiões de Beni, Pando e Tarija.

Segundo o comunicado do Comitê Pró-Santa Cruz, as organizações cívicas do departamento também respaldam a decisão da Corte Departamental Eleitoral de se opor ao referendo revogatório de 10 agosto porque, em sua opinião, "está manchado por uma fraude".

Leia mais sobre Evo Morales