Líderes da UE tentam mostrar sua unidade perante a crise

BRUXELAS - - Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia (UE) realizam neste domingo uma reunião informal cujo objetivo é enviar uma mensagem de unidade para combater as tensões internas criadas pela crise econômica e tomar algumas das medidas aprovadas para enfrentá-la A resposta de alguns governos à crise foi qualificada de protecionista por outros países-membros, temerosos que a atual conjuntura ponha fim à tradicional solidariedade do bloco.

EFE |

O organizador da reunião, o primeiro-ministro tcheco, Mirek Topolanek, cujo país preside este semestre a UE, reivindicou ontem a seus colegas "solidariedade" e "responsabilidade" nesta situação. Topolanek insistiu que a Europa só superará a crise com uma atuação coordenada e que respeite a normativa do bloco.

Os líderes dos 27 países da UE avaliarão neste domingo, durante um almoço, o alcance da crise financeira e econômica, e o efeito das medidas aprovadas em nível nacional e europeu para contê-la.

Também falarão sobre os problemas do setor financeiro e das medidas necessárias para que o mercado de crédito volte a funcionar, assim como da contribuição europeia à cúpula do G20 que será realizada em 2 de abril em Londres.

    Leia tudo sobre: crise

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG