Líderes da Otan discutem futuro do Afeganistão em cúpula

Os chefes de Estado dos países da aliança militar Otan reúnem-se neste sábado em Estrasburgo, na França, para discutir estratégias para vencer os insurgentes do taleban no Afeganistão.

BBC Brasil |

Em uma cerimônia simbólica, que marca também os 60 anos da Otan, os líderes chegaram a Estrasburgo cruzando a ponte na fronteira entre Alemanha e França.

Ao chegarem ao território francês, eles foram recebidos pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy.

O esquema de segurança do encontro foi reforçado. Na sexta-feira, a polícia teve de usar gás lacrimogêneo contra manifestantes. Cerca de 300 pessoas foram presas nos dois dias que antecederam a cúpula.

O principal assunto da cúpula é o Afeganistão. Segundo o enviado especial da BBC em Estrasburgo, Jonathan Marcus, existe uma percepção de que a guerra no Afeganistão não está sendo vencida pela aliança militar.

No mês passado, o presidente americano, Barack Obama, definiu uma nova estratégia americana no Afeganistão, com reforço das tropas e mais foco na região de fronteira com o Paquistão.

Em discurso na sexta-feira, Obama pediu aos líderes europeus que se unam em apoio ao combate à al-Qaeda no Afeganistão.

"É mais provável que a al-Qaeda tenta cometer um grave ataque terrorista na Europa do que nos Estados Unidos, devido à proximidade", disse Obama.

"Esta não é uma missão americana, esta é uma missão da Otan, esta é uma missão internacional", disse.

Oposição turca

Na sexta-feira, os líderes da Otan não conseguiram indicar um novo secretário-geral, que sucederá Jaap de Hoop Scheffer no final de julho.

A maioria dos chefes de Estado da Europa apóia o primeiro-ministro dinamarquês, Anders Fogh Rasmussen. Mas a Turquia é contra a indicação, devido à postura de Rasmussen sobre a publicação em 2005 das caricaturas do profeta Maomé em um jornal dinamarquês.

Muitos muçulmanos ficaram irados quando Rasmussen se recusou a censurar o jornal e defendeu a liberdade de expressão.

Leia mais sobre: Otan

    Leia tudo sobre: otan

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG