O presidente da China, Hu Jintao, e o primeiro-ministro do país, Wen Jiabao, possuem agora um fã-clube na internet, e a página tem se mostrado popular entre os jovens chineses comunistas. Inaugurado há menos de uma semana, o fã-clube oficial dos líderes chineses já atraiu mais de dois milhões de visitantes e cadastrou 105 mil admiradores.

O site foi colocado no ar pelo jornal estatal O Diário do Povo e contém biografias com fotos e curiosidades sobre os dois políticos.

No clube online, os visitantes registrados podem deixar mensagens e comentar sobre a vida dos líderes.

Porém, antes de serem publicadas, as opiniões passam pela supervisão de um censor.

Os dois milhões de visitantes do site representam apenas uma fração dos 250 milhões de internautas da China, mas a página chama a atenção pela forma inusitadamente popular de pregar o comunismo.

A linguagem da página é de tietagem explícita. Os líderes comunistas ganharam até apelidos "maneiros" dos fãs.

Os jovens se referem a Hu Jintao como "Mano Tao" e a Wen Jiabao como "Bao Bao".

Censura
Segundo o jornal South China Morning Post, muitos admiradores de Hu Jintao e Wen Jiabao tentaram no passado abrir suas próprias páginas de homenagem, mas elas foram tiradas do ar por não conterem informações oficiais.

O governo da China suprime qualquer página "pirata" que tenha conteúdo especulativo sobre líderes comunistas e a vida pessoal deles.

"Estou tão feliz que nós, fãs, temos finalmente um ponto de encontro oficial aqui", explicava um comentário postado no site e reproduzido pelo jornal.

Apesar de reunir idéias diversas sobre Wen e Hu, o site só publica variações de opiniões positivas e exclui qualquer comentário critico.

Acadêmicos vêem com cautela a suposta popularidade do site.

"A popularidade não significa muito para mim, pois o conteúdo é minuciosamente escrutinado", afirmou o professor da universidade de Pequim Liu Deliang ao South China Morning Post.

Apesar de acreditar que o fã-clube seja um primeiro passo para a democratização do debate sobre as lideranças comunistas, Liu duvida que o resultado seja independente e livre de propaganda.

"Eles sabem que existe uma linha tênue que ninguém deve ultrapassar", disse ao jornal.

Incentivo
O incentivo à adoração às eminências comunistas é uma prática antiga no partido, que começou ainda na época de Mao Tsé-tung com o culto à personalidade do "Grande Líder".

A adoração à maneira pop ocidental - com fã-clubes e tietagem fervorosa - porém, é mais recente e surgiu com a internet.

Após o terremoto de Sichuan e com o sucesso das Olimpíadas, a China enfrenta uma onda nacionalista que aumentou o apoio a Hu e Wen, colocando a popularidade dos dois em franca ascensão.

Em maio, Wen Jiabao chegou a ter um perfil no site de relacionamentos FaceBook.

A página registrou altos índices de popularidade entre os perfis de políticos, ficando entre as 10 mais visitadas do site.

Wen recebeu praticamente tanta atenção quanto o perfil do candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, por exemplo.

Entretanto, possivelmente por ser um perfil não-oficial, a página acabou sendo tirada do ar em junho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.