Líderes árabes buscam aproximação após diferenças surgidas em crise de Gaza

Kuwait, 19 jan (EFE).- O rei Abdullah da Arábia Saudita, o presidente egípcio, Hosni Mubarak, e o rei Abdullah da Jordânia se reuniram hoje com os líderes de Síria, Bashar al-Assad, e Catar, Hamad bin Khalifa al-Thani, para tentar superar as diferenças originadas durante a crise de Gaza, informou a emissora Al Jazira.

EFE |

A reunião aconteceu à margem da Cúpula Econômica Árabe do Kuwait, cujo tema central passou a ser a situação em Gaza, após quatro semanas de ofensiva militar israelense, que deixou pelo menos 1.200 mortos e mais de cinco mil feridos.

Esta é a primeira vez que os governantes de Egito, Jordânia e Síria coincidem em reunião desde o conflito realizado por Israel em território libanês contra o grupo xiita Hisbolá, em julho e agosto de 2006.

Desde esse momento, as relações da Síria com o Egito, Jordânia e Arábia Saudita sofreram uma notável deterioração, pois estes três últimos países culparam o Hisbolá de provocar a ofensiva de Israel no Líbano, cujo estopim foi o sequestro de dois soldados israelenses por milicianos do grupo xiita.

Em julho de 2008, o Hisbolá devolveu os corpos dos soldados, em troca de que Israel entregasse cinco prisioneiros libaneses ligados ao grupo xiita. EFE fpa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG