Líder talibã paquistanês foi morto durante massagem

O chefe dos talibãs paquistaneses, Baitullah Mehsud, foi morto por mísseis americanos quando estava recebendo uma massagem no teto de um casa, anunciou nesta segunda-feira a rede de televisão CNN, citando altos dirigentes americanos.

AFP |

De acordo com a CNN, o líder talibã estava sendo caçado há várias semanas por nove aviões sem piloto americanos, e os agentes da CIA tinham recebido do presidente Barack Obama autorização de atacar se o alvo estivesse à vista.

"De repente, na noite de quarta-feira, um homem apareceu no teto da casa do sogro de Mehsud no Paquistão", relatou a CNN.

"O homem correspondia à descrição de Baitullah Mehsud", acrescentou o canal, destacando que uma mmulher começou então a massagear as pernas do líder talibã.

Segundo a CNN, a CIA sabia que Mehsud sofria de diabetes e sentia dores nas pernas.

"Foi neste momento que a CIA decidiu intervir. Os agentes atiraram e atingiram o alvo", explicou o canal, destacando que Mehsud estava no teto porque o dia tinha sido muito quente.

A CNN acrescentou que a CIA disse então ao presidente Obama que a morte do chefe dos talibãs era uma certeza.

O governo paquistanês também dá como praticamente certa a eliminação de Mehsud em seu feudo do Waziristão do Sul, perto da fronnteira afegã.

No entanto, Hakimullah Mehsud, um dos homens de Baitullah Mehsud, desafiou nesta segunda-feira as autoridades paquistanesas a provar a morte de seu líder, que segundo ele está apenas "um pouco doente".

bar/yw/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG